Guia prático para criar sitemap SEO em menos de 1 minuto

 

Queres aprender a gerar tráfego para o site presencialmente?
Workshop prático com o objetivo de aumentar as visitas no site, divulgar a empresa no google e conquistar novas oportunidades de negócio na Internet. Sabe mais grátis!
Workshops de Marketing Digital sobre SEO, Adwords, Marketing de Conteúdo, Social Media, Video Marketing, Growth Hacking!

Se eu lhe perguntasse como é que o seu site é rastreado e indexado pelo Google, sabia responder?

Talvez não.

Afinal de contas, enquanto dono de uma empresa a sua única preocupação é apenas uma:

 

Ter o máximo de visitas no site de forma a divulgar o seu negócio e ganhar dinheiro na Internet  

 

Dito isto, tem a certeza em que todos os conteúdos (artigos de blog, imagens e vídeos promocionais) do seu site estão efetivamente a aparecer no Google a novos clientes?

Se está com dúvidas, não se preocupe.

 

Prometo-lhe que no final deste artigo vai rentabilizar o tempo e dinheiro que está a investir no site, e que a probabilidade deste aparecer no Google vai ser de praticamente 100%, tudo a partir duma simples técnica SEO – criar um Sitemap XML.

 

Como o sitemap XML pode ser uma peça importante para aumentar a sua visibilidade na Internet, e consequentemente reforçar o valor da marca face à concorrência, este artigo de blog vai abordar quatro pontos essenciais:

  • O que é um Sitemap XML, e como pode ajudar a aumentar as visitas no site
  • Quais as vantagens do Sitemap XML durante a indexação do Google
  • Como criar um Sitemap XML rapidamente
  • Como adicionar sitemaps no Google Search Console

Indo então ao tema que nos trouxe aqui…

 

O que é um Sitemap?

 

Quer tenha um site simples ou uma loja virtual para divulgação de produtos, deve pensar no Sitemap XML como uma técnica SEO que lhe vai permitir organizar num arquivo os URLs de todas as páginas que compõem o seu site.

 

Mas, porque é que o Sitemap pode ajudar na otimização de sites SEO?

 

Ao ser uma lista de URLs, o Sitemap XML ajuda o Google a saber qual é a organização e a localização exata do conteúdo no interior do seu site.

 

Em termos práticos, qual é a vantagem do Sitemap XML?

Fazendo uma analogia, imagine que está atrasado para uma reunião com um potencial cliente e chama um Uber na esperança de chegar a tempo do compromisso.

Já pensou como é que o motorista da Uber consegue saber onde você está e chegar até si rapidamente, caso não tivesse partilhado as suas coordenadas GPS?

O mesmo se passa na Internet… com o Sitemap, estamos a ajudar o Google a localizar facilmente o nosso site e a indexá-lo rapidamente.

 

Agora que já temos uma noção prática da vantagem do Sitemap, surgem outras perguntas tais como:

 

Como garantir que o site é indexado pelo Google?

 

Se queremos levar o nosso site a aparecer nos resultados de pesquisa devemos ter a preocupação de organizar a informação, uma vez que o Google utiliza dois métodos para indexar as páginas do site:

 

#1 Indexação por Referenciação

A menos que esteja a utilizar um Sitemap, o método escolhido pelo Google para indexar o seu site é seguindo os links externos e internos que ligam umas páginas às outras.

 

Como o número de links externos que apontam para o nosso site é baixo caso o domínio seja recente, vai depender exclusivamente de nós a criação de links internos para que o site seja integralmente detectado pelo Google.

 

Isto significa que, para garantir que o Google indexa o site corretamente, vamos ter que investir tempo a organizar a estrutura do site e assegurar que as páginas fazem referência umas às outras.

 

Como são poucos os web developers, web designers e webmasters que têm cuidado com a estrutura do site para o SEO, é normal que algumas páginas nunca venham a aparecer no Google.

 

Portanto, é importante ter a noção que a estrutura do site é fundamental para a indexação do Google.

 

#2 Indexação por Sitemap

No entanto, existe um método alternativo que lhe vai poupar tempo e é a solução ideal caso o objetivo seja a otimização de sites SEO.

 

Na verdade, se o propósito for aparecer na primeira página do Google, é essencial criar um Sitemap XML para ajudar o Google a indexar todas as páginas do site facilmente.

 

Então, significa que o Sitemap é a arma secreta para ter o site na primeira página do Google?

 

Não, mas o Sitemap XML pode ser considerado como uma técnica SEO que nos vai ajudar a ser mais relevantes aos olhos do Google e ficar melhor posicionados nos resultados de pesquisa.

 

E isto acontece, porque vamos ajudar os Google crawlers a indexar rapidamente o nosso site visto que todas as páginas estão listadas no Sitemap, logo estes não precisam de percorrer o site.

 

Portanto, apesar da indexação do site baseada na referenciação depender de quão bem estruturado está o site, o ideal mesmo é utilizar um sitemap para aparecer no Google e ganhar mais acessos no site.

 

Mas como é um Sitemap XML?

 

Agora que sabe o que é um Sitemap e qual a sua função, o próximo passo é identificar a estrutura do Sitemap.

 

O Sitemap não é mais do que um ficheiro XML (eXtensible Markup Language) e como tal, serve para armazenar e transportar dados na internet.

 

Mas para fica a saber o que é um Sitemap XML, não há nada melhor do que olhar para o formato XML de vários Sitemaps.

 

Exemplo de Sitemap página web

 

Analisando o XML abaixo, a primeira indicação que temos é que o Sitemap segue a codificação UTF-8.
sitemap-exemplo

 

Para além disso, a tag obrigatória <urlset> faz referência aos vários protocolos utilizados e encapsula todo conteúdo do XML.

 

Como o exemplo apresentado é o sitemap duma página individual, todos os elementos da página estão dentro de uma única tag <url>, incluíndo o:

 

<loc> – URL da respetiva página, e ponto de ligação utilizado pelo Google para indexar a página.

<image:image> – engloba informações sobre uma imagem, como por exemplo o URL da imagem (<image:loc>) e a legenda da imagem (<image:caption>), que por sua vez vão ajudar a gerar mais visitas no site.

<video:video> – engloba informações sobre um ou mais vídeos, tais como por exemplo o URL do vídeo (<video:content_loc>), o título do vídeo (<video:title>) e a descrição do vídeo (<video:description>), respetivamente.

 

Exemplo de Sitemap com vários URLs

 

Agora que vimos um exemplo do Sitemap duma página, vamos olhar para um XML mais complexo.

 

sitemap-xml-com-varios-urls

 

Neste exemplo, podemos verificar uma das mais valias dos arquivos Sitemap:

 

O Sitemap permite transmitir ao Google informações importantes sobre sobre os vários URLs que compõem o site.

 

Associado às tags <url>, temos vários metadados:

 

<lastmod> – indica ao Google a data da última vez que a página foi alterada.

<changefreq> – indica ao Google a frequência com que o conteúdo da página é atualizado. Os valores válidos para esta tag são: always, hourly, daily, weekly, monthly, annual ou never. Por exemplo, se escreve semanalmente para um blog, pode especificar a frequência de atualização como monthly.

<priority> – indica ao Google a importância que damos às páginas do site. Os valores válidos para esta tag vão de 0.0 a 1.0, sendo o valor padrão 0.5.

 

Exemplo de Índice de Sitemaps

 

No entanto, caso tenha um site com muitas páginas como por exemplo um blog ou uma loja virtual, o recomendado é utilizar um arquivo de índice Sitemaps para listar os Sitemaps de todas as páginas do site.
índice-de-sitemaps-xml

 

Para além das tags já conhecidas, o Sitemap com o índice de vários Sitemaps XML apresenta algumas tags próprias tais como:

 

<sitemapindex> – à semelhança do <urlset>, este elemento também serve para encapsular o conteúdo do arquivo XML.

<sitemap> – o propósito é igual ao do <url>, ou seja, organizar informação. No entanto, neste caso, engloba informações relativas aos Sitemaps individuais como por exemplo o url do Sitemap da página <loc>, a frequência com que a página é alterada <changefreq> e a data da última atualização <lastmod>.

 

Posto isto, e agora que já vimos três exemplos de Sitemap e conhecemos várias tags XML, o mais importante a reter é que um Sitemap contém várias informações que são úteis ao Google na altura de indexar as páginas do site.

 

Quais as vantagens do Sitemap XML?

 

Como viu anteriormente, a utilização do Sitemap é essencial para ajudar o Google a indexar rapidamente o seu site.

 

Para além de organizar o conteúdo do site, existem 3 benefícios de um Sitemap XML que deve conhecer:  

 

  • Fornecer informações ao Google sobre os conteúdos das páginas do site, incluindo imagens e vídeos que possam existir.
  • Garantir que páginas com poucos links externos e internos, e que geram pouco tráfego para o site, possam aparecer no Google.
  • Ajudar o site a ser mais relevante aos olhos do Google, uma vez que ao utilizar um Sitemap está a investir na qualidade do site.

 

Neste momento, já sabe o que é um Sitemap XML e quais as vantagens de utilizar um Sitemap para ajudar a indexação do Google, mas vamos à parte prática deste artigo de blog – criar um Sitemap XML.   

 

Como criar um Sitemap XML?

 

Apesar da criação dum Sitemap XML parecer algo técnico e complicado, sobretudo para quem nunca escreveu uma linha de código, não desespere…

 

Quer seja um profissional de marketing digital ou um web developer, ninguém lhe vai pedir para criar um Sitemap manualmente para todas as páginas do seu site.

 

Não vale a pena entrar em pânico, porque criar um Sitemap é uma das técnicas SEO mais fáceis e rápidas de executar para aumentar a probabilidade do seu site aparecer na primeira página do Google.

 

Quer tenha um blog ou site, existem várias ferramentas online que permitem criar um sitemap automaticamente.

 

Como criar um Sitemap no wordpress

 

Caso utilize o wordpress, existem dois plugins que pode optar para criar o Sitemap.

 

Caso não tenha o YOAST SEO instalado, o plugin Google XML Sitemaps é uma ótima solução a considerar para criar o Sitemap XML do seu site ou blog.

 

Mas, por favor não tenha os dois plugins ativos em simultâneo para evitar possíveis erros de conflito durante a criação do Sitemap.

 

#1 YOAST SEO

 

Sendo um dos plugins mais populares do WordPress para SEO, é muito provável que já tenha o YOAST SEO instalado.

 

Contudo, e caso não seja verdade, o primeiro passo será sempre a instalação do plugin YOAST SEO.
instalar-yoast-seo-para-wordpress

 

Após ativar o plugin, clicamos em “SEO” na barra lateral para aceder às configurações do YOAST SEO.

 

aceder-as-configuracoes-do-yoast-seo

 

Para ativar algumas funcionalidades especiais do YOAST SEO, como por exemplo a criação de Sitemaps, o passo seguinte é aceder ao cabeçalho “Features” e ativar a opção “Advanced settings pages”.
ativar-a-criacao-de-sitemaps-no-yoast-seo

 

Não esquecer de guardar (“Save changes”) esta alteração no final.

 

Em minutos de 1 minuto, o sitemap XML do seu site foi criado automaticamente.

 

Para consultar o sitemap do nosso site ou blog, basta aceder ao cabeçalho “General” e procurar pelo link que diz “XML Sitemap”.

 

abrir-sitemap-xml-no-yoast-seo

 

Ao aceder ao XML Sitemap, importa guardar o url do índice de Sitemaps – precisamos do nome do ficheiro “sitemap_index.xml” para submeter no Google Search Console.
url-do-sitemap-xml

 

Caso não tenha o YOAST SEO instalado, nem queira optar por esta solução, vamos olhar mais atentamente para o outro plugin do WordPress.

 

#2 Google XML Sitemaps

 

Para além da utilização do Google XML Sitemaps ser bastante intuitiva, a principal vantagem do plugin é que o sitemap.xml é criado dinamicamente.

 

Contudo, o primeiro passo é instalar o plugin Google XML Sitemaps no WordPress.

 

google-xml-sitemaps-para-wordpress

 

Uma vez instalado com sucesso, o passo seguinte é aceder à página de plugins e ativar o Google XML Sitemaps.
ativar-plugin-google-xml-sitemaps-no-wordpress

 

Em menos de 1 minuto já criou o sitemap.xml.

 

Para confirmar que o sitemaps do nosso site ou blog foi gerado automaticamente, acedemos às definições (“Settings”) do WordPress e procuramos por XML-Sitemaps.
aceder-a-xml-sitemaps-nas-definicoes-do-wordpress

 

Uma vez dentro do XML-Sitemap, podemos confirmar que o Índice de Sitemaps existe.

 

Se quisermos explorar o conteúdo dos arquivos XML, tudo o que temos que fazer é acrescentar sitemaps.xml após o domínio do site ou blog.
verificar-o-indice-de-sitemaps-no-wordpress

 

Nota1: Devemos guardar o caminho do sitemap, no meu caso http://nelsondias.net/sitemap.xml, para utlizar no passo seguinte – submeter o sitemap no Google Search Console.

 

Ferramentas online para criar Sitemaps

 

No entanto, também pode criar o Sitemap do seu site ou blog a partir de outras ferramentas online gratuitas, tais como o:   

 

#3 XML-Sitemaps

 

Apesar do layout do site ser pouco atrativo, não se deixe enganar porque a nível de funcionalidade e utilidade o XML-Sitemaps é top.

 

A partir do domínio do site, e da definição de alguns parâmetros tais como a frequência com que o conteúdo da página é atualizado e o grau de importância que queremos dar às páginas do site, é possível criar o sitemap do site rapidamente.

 

xml-sitemaps-site

 

O passo seguinte é bastante técnico, uma vez que vai ter que mexer no servidor onde o site está hospedado.

 

Caso se sinta perdido, a melhor recomendação que lhe posso deixar é atribuir esta tarefa a um web developer ou webmaster da sua confiança.

 

Mas basicamente, deve fazer donwload do sitemap gerado e colocar o mesmo na pasta onde tem todos os ficheiros relativos ao domínio do site, tal como indicado pela ferramenta XML-Sitemaps:

 

upload-sitemap-para-domain-root

 

Nesta fase do processo, já temos o arquivo XML criado mas isto por si só vale zero…falta o mais importante – submeter o Sitemap no Search Console.

 

Só assim vamos conseguir adicionar o site no Google e reforçar o valor da marca na Internet.

 

Mas não se preocupe, caso não saiba fazer este passo eu vou explicar já de seguida como adicionar o sitemap no Google Search Console rapidamente.

 

Como adicionar sitemap no Google Search Console?

 

Agora que já cumprimos todos os passos necessários para criar um sitemap XML, e também já sabemos como indexar o site no Google a partir do Google Search Console, vamos à última fase do processo:

 

Adicionar sitemap no Google Search Console

 

Como uma das vantagens do Search Console é ajudar a indexar o site no Google rapidamente, é nossa função tentar facilitar o processo de indexação ao máximo para que o site consiga aparecer no Google.

 

Mas como?

 

Como o objetivo é ganhar mais visitas no site, e assim conquistar novos clientes na Internet, vamos adicionar o sitemap no Google Search Console.

 

Assim, e uma vez verificado o site no Search Console, vamos aceder à funcionalidade “Sitemaps”.
adicionar-sitemap-no-google

 

Para adicionar o Sitemap no Google, basta clicar no botão “Add/Test Sitemap” e adicionar o nome do arquivo XML – sitemap_index.xml.
adicionar-url-sitemap-no-google

 

(Caso não esteja a perceber de onde estou a ir buscar a expressão, recordo que utilizei o plugin YOAST SEO para criar o sitemap, logo o url do índice de Sitemaps para submeter no Google Search Console é “http://nelsondias.net/sitemap_index.xml”)

 

Antes de submeter o sitemap no Search Console, faça o teste e verifique que não existe nenhum erro.
testar-o-sitemap-no-search-console

 

Confirmado que não existem erros, vamos adicionar o sitemap no Google Search Console.
sitemap-no-google-search-console

 

Neste momento, o sitemap foi adicionado com sucesso no Search Console logo, daqui em diante, a probabilidade do seu site aparecer na pesquisa do Google vai ser alta.

Só pelo simples fato do seu site aparecer no Google, significa que qualquer otimização SEO que faça no futuro vai ficar mais perto de funcionar e gerar tráfego para o site.

 

Conclusão

 

Como viu, já não tem motivos para sair duma página web quando aparecer a keyword “Sitemap XML”.

 

Apesar de não ser um especialista de marketing marketing ou um guru do SEO, neste momento já sabe uma coisa:

 

O Sitemap vai ajudar o seu site a eventualmente aparecer na primeira página do Google.

 

Afinal de contas, para um termo que aparenta ser tão técnico não há nada mais fácil e rápido do que criar um Sitemap XML para ganhar mais visitas no site.

 

Em menos de 1 minuto, vai conseguir aplicar uma técnica SEO que muitos profissionais de SEO nunca realizaram, e que vai ajudar o seu negócio a ganhar uma maior visibilidade na Internet e consequentemente, aumentar as vendas online dos seus serviços ou produtos.

 

Do que está a espera para criar um Sitemap e conquistar novos clientes a partir do tráfego orgânico?

 

Conseguiu criar um Sitemap XML em menos de 1 minuto?

 

Quais foram as principais diferenças que notou no volume de tráfego do seu site após adicionar o Sitemap no Google Search Console?

 

Nelson Dias

Aprende a Otimizar o SEO do Site Para Atrair Clientes
Aplica técnicas e dicas comprovadas para o teu negócio crescer online!
Foco em atividades relacionadas com a restauração e hotelaria, venda de artigos e roupa online, ou blogs para ganhar dinheiro na Internet.

Facebook Comments