Conteúdo Relevante E O Sucesso No Marketing Digital

O que é conteúdo relevante?

Este foi um dos primeiros conceitos que aprendi sobre Marketing Online.

Na verdade, quer o objetivo fosse a criação de um plano de marketing digital para uma startup tecnológica, o marketing nas redes sociais para uma loja virtual de moda feminina ou a monitorização Google Analytics do site de uma escola tecnológica, havia sempre alguma coisa que me lembrava da importância do conteúdo relevante para o sucesso de uma estratégia de marketing digital.

“A criação de conteúdo relevante é dos pontos mais importantes da Web 2.0”

Mas porque é que o “conteúdo relevante” é um dos conceitos mais importantes do Marketing Online e deve ser uma das prioridades de qualquer investimento em Marketing Digital?

Por exemplo, se pegarmos em artigos de diferentes fontes, tais como a plataforma de conteúdo Tutano, do canal de informação Além da Mídia Social e do blog de educação corporativa Veler, e olharmos para os diferentes tipos de conteúdo, qual é o ponto em comum entre eles?

como-criar-conteudo-relevante-em-marketing-de-conteudo

À primeira vista, a única coisa que os une é o tema “Marketing de Conteúdo”.

No entanto, se olharmos para o impacto que os três artigos tiveram no mundo online, reparamos que todos eles obtiveram um total de partilhas nas redes sociais a rondar as 2000.

usar-buzzsumo-para-avaliar-conteudo-relevante

Logo, deve haver alguma coisa nestes três artigos que os faz, automaticamente, ser considerados como conteúdos relevantes e destacarem-se das restantes 1 milhão e 810 mil páginas indexadas no Google, e que estão relacionadas com Marketing de Conteúdo.

conteudo-relevante-aparece-na-primeira-pagina-do-google

Já agora, e em relação ao online video, consegue encontrar uma explicação para o fato do Despacito” ser o vídeo mais visto do Youtube?

Ou então, consegue identificar o que é que esta foto da Adidas tem de especial para ter alcançado mais de 300 mil likes e ser considerada como um dos posts do Instagram com mais interações em 2016?

conteudo-relevante-para-redes-sociais

Finalmente, consegue também explicar porque razão o Sapo é um dos sites mais visitados pelos internautas em Portugal?

conteudo-relevante-aumenta-as-visitas-no-site

Apesar de estarmos a falar de 4 exemplos tão diferentes como um site online, um vídeo de youtube, uma fotografia e diversos conteúdos de texto, quer queiramos quer não todos eles são conteúdos relevantes.

E por falar em conteúdos relevantes, é esta diversidade na geração de conteúdo relevante que nos vai separar dos nossos concorrentes diretos e indiretos no marketing digital.

“O fator diferenciador do Marketing na Internet é a capacidade de saber como fazer conteúdo relevante”

Portanto, se o objetivo é aumentar as visitas no site, ganhar visibilidade na Internet ou atrair clientes através da produção de conteúdo, então este artigo é para si.

O que é conteúdo relevante

Independentemente de estarmos a pensar abrir um restaurante ou uma loja virtual de moda feminina, existem certas características que devem estar presente no nosso conteúdo digital, para que este fique mais perto de ser considerado como conteúdo relevante para a Internet.

Aproveitando o artigo do Roger Bryan, especialista em Marketing da HuffPost, existem três regras essenciais para criar um conteúdo de qualidade no Marketing Digital.

#1 Conteúdo informativo

Longe vai o tempo em que os jornais, a rádio e a televisão eram donos e senhores da nossa atenção.

No entanto, os tempos mudaram e, hoje em dia a Internet é a nossa principal fonte de informação sobre o que está a acontecer no mundo.

Por isso, a primeira das características do conteúdo relevante é ser um conteúdo informativo, que forneça informação útil, atual e valiosa ao visitante online.

Para provar que o consumo de notícias na Internet está a ganhar cada vez mais relevo, por exemplo, 62% da população adulta norte-americana fica a par das novidades através das redes sociais e 72% dos Europeus, entre os 15 e os 45 anos, usa a Internet, pelo menos, uma vez por semana para ver conteúdos informativos.

Isto significa que, existirá sempre alguém interessado sobre as novidades da nossa empresa.

Por exemplo, são as milhares de pessoas que reagiram ao post de Facebook da Ikea sobre a inauguração da nova loja em Loulé.

conteudo-relevante-para-facebook

Portanto, para um conteúdo ser relevante este deve não só apresentar benefícios sobre os produtos e serviços da empresa para o cliente, mas também as novidades e tendências do mercado onde a empresa opera e que possam ter uma influência direta no público alvo.

O blog Pplware obteve 44 comentários, dum público com interesse em tecnologia, quando escreveu um artigo sobre o novo algoritmo do Google.

conteudo-relevante-sobre-algoritmo-do-google

#2 Conteúdo interessante

Pegando num exemplo pessoal, consegue identificar porque razão quando recebi este email da TAP fiquei tentado a abri-lo?

exemplo-conteudo-relevante-no-email

E não, a razão não é por conhecer a marca, por já ter usado os serviços da companhia ou por estar na base de dados de clientes da TAP que vou estar mais receptivo à abordagem da empresa.

Até pode acontecer, mas desta vez não é o caso.

Bem, para além de ser um email informativo, o que está de acordo com a primeira característica do conteúdo relevante, pelo título sugestivo o email também dá sinais de ter um conteúdo que me pode interessar.

geracao-de-conteudo-relevante-para-email

Não me enganei, e uma vez aberto o email fornece informações relevantes sobre a cidade de Zurique.

Portanto, a segunda característica é:

Um conteúdo relevante é um conteúdo que deve ser interessante do princípio ao fim.

“Uma forma de criar conteúdos interessantes é adicionar elementos gráficos ao conteúdo de texto, tais como estatísticas, gráficos, metáforas, citações ou analogias.”

O artigo do Hubspot sobre as últimas estatísticas do Marketing é um tipo de conteúdo que faz uso de várias apontamentos para tornar o conteúdo interessante do princípio ao fim.

como-fazer-conteudos-relevantes-e-interessantes

Se percorrermos o conteúdo desde o título até aos comentários, verificamos que o artigo fala sobre os diversos canais digitais – como o SEO (Search Engine Optimization), Content Marketing, Social Media, Video Marketing ou Email Marketing – intercalando dados estatísticos com gráficos coloridos.

#3 Conteúdo relevante

Portanto, ao criarmos um conteúdo informativo e interessante, vamos ficar mais perto de criar um conteúdo relevante.

Mas relevante para quem?

Durante a produção de conteúdo temos que ter em atenção dois aspectos:

O primeiro dos quais, é criar conteúdos que estão diretamente relacionados com a nossa empresa, tipo de negócio ou setor de mercado.

“Criar conteúdos relacionados com a nossa marca ajuda a manter uma certa coerência digital e reforçar a autoridade de domínio da empresa na Internet.”

Por exemplo, muito dificilmente vamos ler um artigo do Moz sobre as vantagens das alfaces para os especialistas de marketing digital.

marketing-de-conteudo-relevante

E porque é que não vai acontecer?

Sobretudo porque dificilmente iriam agradar aos milhares de internautas interessados em ler conteúdos úteis sobre marketing digital, como por exemplo aprender a tirar partido do email corporativo para reforçar a autoridade do domínio.  

E isto leva-nos ao segundo aspecto a ter em atenção durante a produção de conteúdos, que se querem relevantes.

Antes de pensarmos em apostar no Marketing de Conteúdo, é importante ter uma imagem clara do perfil do cliente para quem queremos ser relevantes.

Ou por outras palavras, quem é o nosso público alvo?

criar-conteudo-relevante-para-o-publico-alvo

Cliff Ravenscraft, também conhecido por Podcast Answer Man, é um ótimo exemplo de alguém que tem em conta estes dois aspectos na produção de conteúdos digitais.

Ao combinar os seus interesses pessoais (tecnologia, televisão e literatura) com os temas que são relevantes para o seu público alvo, logo após a publicação do terceiro podcast sobre a trilogia literária “The Hunger Games” Cliff Ravenscraft já tinha construído uma audiência de 15 mil subscritores.

Apesar destes serem as 3 principais características do conteúdo relevante, ainda é possível acrescentarmos outros atributos, tais como:

#4 Conteúdo cativante

Um conteúdo relevante é também aquele que consegue causar reações no receptor.

Por exemplo, não é à toa que os conteúdos com gatos fazem a internet fervilhar de reações.

Cat GIFs - Find & Share on GIPHY

De certa forma, para além de serem animais com um aspeto adorável (ups, uma reação), os gatos conseguem despertar em nós os mais variados tipos de sentimentos e é, exatamente, isso que a internet quer: um conteúdo que seja cativante.

Contudo, um conteúdo cativante não é só aquele que é divertido.

Na verdade, um conteúdo relevante também pode ser um conteúdo comovente, e que nos toca o coração, como anúncio da Dove sobre a beleza feminina.

Para além disso, um conteúdo cativante é, também, aquele que nos deixa na expectativa e provoca uma sensação de ansiedade e vontade em acompanhá-lo até ao fim.

Estou a lembrar-me, por exemplo, na associação da Red Bull ao salto em queda livre do Felix Baumgartner numa clara estratégia de marketing de influência.

marketing-influencia-conteudo-relevante-para-redes-sociais

Para além de ter batido a velocidade do som, o recorde do austríaco conseguiu gerar mais de 8 milhões de visualizações no canal de Youtube da Red Bull.

#5 Conteúdo Divertido

Finalmente, um conteúdo relevante na Internet é, sobretudo, um conteúdo capaz de nos divertir.

Basta olhar para o número de visitantes no site do 9gag para perceber que os internautas procuram na Internet conteúdos que os entretenham e façam rir.

conteudo-relevante-gerar-trafego-para-site

Se conseguirmos encaixar na nossa produção de conteúdos uma pitada de originalidade e boa disposição, mais perto vamos ficar de criar um conteúdo relevante.

A campanha de Video Marketing do Sporting Clube de Portugal é um dos casos de sucesso do Marketing Digital em Portugal:

Porque importa criar conteúdo relevante

Ao produzirmos conteúdos que sejam cativantes, interessantes e informativos mais perto vamos ficar de criar conteúdo relevante.

E ao criar conteúdo relevante, maior vai ser a probabilidade de sucesso do nosso investimento em  marketing digital.

“Ao conseguirmos agradar ao utilizadores também vamos estar a agradar ao Google.”

Basicamente, a relevância é um fator cada vez mais presente em tudo o que diz respeito ao modo de funcionamento da Internet e como tal, pode influenciar os resultados da nossa estratégia de marketing digital.

É a relevância que permite por exemplo, o site da Zara aparecer no primeiro lugar da primeira página do Google para a pesquisa “Zara”.

conteudo-relevante-otimizacao-SEO-do-site

E isto acontece, porque o Google interessa-se em proporcionar uma boa experiência aos seus utilizadores, logo os resultados de pesquisa vão estar ordenados de acordo com a sua relevância para a pesquisa realizada.

Isto significa que, se quiser investir na otimização SEO do site, quanto mais relevante for o nosso conteúdo uma dada pesquisa maior a probabilidade de conseguirmos aparecer na primeira página do Google.

O mesmo acontece com o investimento em campanhas Adwords, ou na divulgação de vídeos do Youtube.  

Por exemplo, em relação às campanhas Adwords, os links patrocinados só vão aparecer no topo do resultado de pesquisa do Google quanto maior for o Quality Score do anúncio.

relevancia-dos-anuncios-do-google

O Quality Score, ou Índice de Qualidade, não é mais do que a representação numérica da relevância do anúncio, já que é uma estimativa da qualidade do anúncio, das keywords pesquisadas e usadas e o conteúdo da landing page.

como-fazer-conteudo-relevante-para-adwords

Mas, como podemos avaliar se estamos fazer conteúdo relevante para o nosso público alvo?

Como avaliar um conteúdo relevante

Se está a pensar em investir em marketing digital, saiba desde já que é importante acompanhar os resultados da sua estratégia de Marketing de Conteúdo.

E para isso, existem várias formas de avaliar se estamos produzir conteúdos relevantes.

Por exemplo, se apostarmos em escrever textos, uma forma fácil de saber se os artigos estão a ser relevantes para a Internet é através da utilização do Google Analytics, das interações nas redes sociais, da posição da página nos resultados de pesquisa do Google ou o número de backlinks criados.

formas-de-avaliar-um-conteudo-relevante

Assim, a partir do Google Analytics podemos fazer uma avaliação On-Page dos conteúdos digitais e acompanhar a evolução de métricas importantes tais como por exemplo, o número de visitas da página, a taxa de rejeição da página e o tempo médio de permanência nas páginas do site.

avaliar-conteudo-relevante-no-google-analytics

Podemos também usar as reações nas redes sociais para avaliar, facilmente, se o conteúdo está a ser relevante, ou não, para o nosso público alvo.

monitorizar-conteudo-relevante-facebook

Através dos likes, comentários e número de partilhas dos posts, a Tricirculo pode ter uma avaliação fidedigna dos conteúdos e saber se estão a ser relevantes para as redes sociais.

Por exemplo, quanto mais o conteúdo for relevante para as redes sociais, maior a probabilidade de melhorar as métricas do Google Analytics.

Para além disso, e como os resultados do Google são ordenados por ordem de relevância, podemos acompanhar a evolução da posição das páginas no ranking Google para as keywords primárias escolhidas pela empresa.

conteudo-relevante-no-ranking-google

Por exemplo, para a pesquisa “hamburguer em Lisboa”, o site da cadeia de restaurantes Olivier está  no final da segunda página de resultados do Google, atrás de concorrentes diretos como o H3, Hamburgueria do Bairro ou o Honorato.

Finalmente, também podemos avaliar a relevância do conteúdo através do número de backlinks que o site ou uma dada página conquistou até ao momento.

conteudo-relevante-gerar-backlinks

No caso da Tuk On Me, empresa de tuk tuk, esta já tem, pelo menos, cinco sites diferentes a considerar os conteúdos digitais da empresa como conteúdo relevante.

Se todas estas formas de avaliar a relevância do conteúdo estiverem a apresentar uma evolução positiva, significa que o nosso conteúdo está a ganhar visibilidade na Internet e o resultado vai ser o aumento da autoridade do domínio no Google.

Conclusão

Agora que já sabemos da importância do conteúdo relevante no mundo digital, se voltarmos a olhar para os exemplos apresentados no início do artigo é fácil identificar que todos eles têm, pelo menos, uma das cinco principais características inerentes a um conteúdo relevante na Internet.

Portanto, quer estejamos apenas a pensar em criar um blog como hobby ou já tenhamos uma loja virtual para ganhar dinheiro online, todos nós queremos aparecer na primeira página de resultados do Google e gerar tráfego para o site.

Mas para isso vamos ter que ser relevantes, não só para o nosso público alvo, mas também para os motores de busca.

Afinal de contas, não se esqueça: A criação de conteúdos relevantes é o que nos vai separar da concorrência direta e indireta no marketing online.

Assim sendo, qual foi o tipo de conteúdo mais relevante que já criou?

Partilhe!

Assinado: Nelson Dias

Facebook Comments

Artigos Relacionados